15.6.09

Veja publica entrevista com Gay Talese




Se você tiver a oportunidade de ler a vista Veja, desta semana, não perca a oportunidade de ler a matéria com o jornalista americano Gay Talese, 77 anos. A matéria é a transcrição de uma conversa com o jornalista, em que ele fala sobre a relação da imprensa com o governo, a nova geração de jornalistas, a tecnologias e as pessoas, os jornalistas politicamente corretos, a “lorota da guerra do Iraque” e, não poderia faltar, sobre o futuro do jornalismo.

A frase que mais me chamou atenção foi essa: “de todas as profissões, se em um jovem estiver interessado em honestidade e não estiver interessado em ganhar dinheiro, eu aconselharia o jornalismo, que lida com a verdade e tenta disseminar a verdade. Há mentirosos em todas as profissões, inclusive no jornalismo, mas nós não os protegemos. Os militares acobertam mentirosos. Os políticos, os partidos, o governo, todos fazem isso. O escândalo do Watergate é uma crônica de acobertamento. Os jornalistas não agem assim, não toleram o mentiroso entre eles. Acho uma profissão honrosa, honesta. Tenho orgulho de ser jornalista”.

Outra reportagem que me interessou, nesta semana, foi “Deus é pop”, publicada na revista Época. Gostaria que você comentasse. Escreverei mais tarde sobre a matéria.

Um comentário:

Clara Mousinho disse...

Uma grande entrevista de um maravilhoso jornalista. Vale a pena ler.
Em relação a matéria da Época, achei incompleta... Sabe quando a matéria anuncia mais do que contem?

Mas mesmo assim vale ler para vermos q, além de tênis, roupas e músicas, Deus também se transformou em bem de consumo.

Abraços