2.3.09

Cadê os jornais pequenos?



Falei anteriormente que a tendência dos jornais impressos seria as notícias regionais. Ao olhar o único jornal da minha cidade, sobradinho (DF), fico desanimado. Assim, o meu pensamento não é mais o mesmo.

O que seria o único meio de informar e denunciar os abusos que ocorrem na cidade,o jornal serve, na verdade, para divulgar as obras e os projetos do governo e dos empresários que anunciam no jornal.

O jornal é feito por um só jornalista. O veículo, se posso chamar assim, é o ganha pão do “empresário”. Vejo que ele não tem culpa. Até porque se ele for escrever o que realmente acontece na cidade, o governo que banca o jornal, por meio de informes publicitários, não irão mais anunciar.

Isso acontece porque os empresários da cidade não possuem a cultura em investir em publicidade. Até com certa razão. Será que vale a pena retirar dinheiro do caixa, que poderia ser investido na sua loja, para buscar angariar mais clientes? Todos já possuem a sua freguesia.

Lembro que certa vez li que nos Estados Unidos todos as cidades pequenas possuíam pelo menos dois jornais locais. Sem dúvida o hábito é cultura. Mas com a crise a realizada deve ser outra.

Será que estes jornais pequenos, que servem de autopromoção tanto para o governo e para os comerciantes de pequenas cidades, irão para a internet? Hoje já é difícil angariar anunciantes para um jornal impresso, que é um meio físico e pode ser distribuído nas lojas e pontos estratégicos, imagine para um site.

Imagem: Gettyimagens



Nenhum comentário: