23.9.08

Na cidade sem meu carro...

Ontem foi comemorado o dia mundial na cidade sem meu carro. A proposta do dia é ótima. Mas aqui em Brasília fica difícil cumpri a meta do dia, que seria substituir o uso do automóvel por outro meio “alternativo” de transporte como bicicleta, caminhada, metro ou ônibus.

Vamos às opções. A primeira é a bicicleta. O meu trabalho fica cerca de 25 km da minha casa. Fica inviável ir de “bike”. Nem pensar em ir a pé. Demoraria a metade do dia para chegar até o trabalho. Já o metro passa bem longo da minha casa. Quero dizer, fica cerca de 30 km da minha casa, o meu trabalho fica mais perto que o metro. O ônibus nem se fala. Só quem utiliza o transporte coletivo todos os dias, como eu, sabe o “sofrimento”. Além de esperarmos muito tempo no ponto de ônibus, eles andam sempre lotados. Quem tem condições de ir para o trabalho todos dias de carro, não largará o conforto e a comodidade de andar em seu automóvel.

No Distrito Federal a maioria das pessoas mora nas cidades satélites e trabalham no Plano Piloto, que é a própria Brasília. Mesmo você morando em alguma das Asas, sendo Norte ou Sul, ou nos Lagos, Norte ou Sul, tudo fica longo. Não tem condições de se locomover ao trabalho de outro meio se não o ônibus ou o próprio carro.

Eu sou a favor da iniciativa. Mas os governantes têm que estruturar a cidade para oferecer alternativas viáveis para o “conforto” dos cidadãos. Todos nós queremos morar em uma cidade com menos poluição, acidentes e mais espaço para as pessoas andarem tranqüilas. Seria um sonho. Pois queremos sim ter uma cidade mais saudável e humana.


Nenhum comentário: