5.8.08

Nosso Brasil

Que tal você pedir para o seu patrão nove dias de trabalho em dois meses? Isso depois de duas semanas de recesso. Claro, que você tem que pedir, mas sem descontar nenhum centavo do seu salário. Nem precisa falar, né! É demissão na certa.

Os senadores e deputados também acham que é um exagero, mas não por ser pouco tempo de trabalho, mas por ser muito tempo, eles querem que sejam realizadas no máximo seis dias de trabalho. Desta vez, a idéia, anunciada ontem pelo presidente da Casa, Garibaldi Alves Filho (PMDB-RN), é folgar na terceira semana de agosto e nas duas últimas em setembro para fazer campanha nas eleições municipais, sendo que apenas três dos 81 senadores são candidatos:

Segundo o blog do Noblat, se os políticos tivessem a bondade de doar o dinheiro que receberão durante as três semanas de folga, seria possível comprar, por exemplo, 4.238 cestas básicas em Brasília ou construir mais de 25 casas populares. No total, serão R$ 1.003.108,86 pagos a todos os senadores pelas três semanas de recesso informal.

Nenhum comentário: